No meu interior tem Deus

Quarta-feira, 2 de Junho de 2010

O Urso

 Certa vez um urso faminto vagueava pela floresta em busca de alimento. A época era de escassez. Porém, o seu faro aguçado, sentiu o cheiro de comida e conduziu-o a um acampamento de caçadores.

Ao chegar, o urso, percebendo-se de que o acampamento estava vazio, dirigiu-se para uma grande fogueira, ainda em brasas, onde viu uma enorme panela de comida. Com toda a sua força abraçou a panela e enfiou a cabeça dentro, devorando todo o banquete.

Entretanto, começou a perceber que algo o tinha atingido. O calor excessivo da panela tinha-lhe queimado as patas e o peito.

O urso jamais havia experimentado aquela sensação; interpretou as queimaduras pelo seu corpo como alguma coisa que queria tirar-lhe a comida. Então, começou a urrar muito alto. E, quanto mais alto rugia, mais apertava a panela quente contra o seu corpo. Quanto mais a panela quente o queimava, mais ele a apertava contra si e mais alto ainda rugia.

Quando os caçadores chegaram ao acampamento, encontraram o urso, praticamente sentado, recostado numa árvore próxima à fogueira, segurando a panela de comida. Tinha tantas queimaduras que ficou colado à panela e, o seu imenso corpo, mesmo morto, ainda mantinha a expressão de estar a rugir.

Tenhamos a coragem para abandonar aquilo que nos prejudica, visão e coragem que o urso não teve.

( Autor desconhecido)

 

publicado por Padre João Pires, Pároco dos Altares e Raminho às 11:42
| comentar

Tradutor

posts recentes

Um Presépio em 1926

Deus existe? O Mal existe...

Façam o favor de ser feli...

O valor das pequenas cois...

O CORAÇÃO DE JESUS

Vai de férias com Deus!

Um alpinista sem fé

Partilhando

TEMPO DE ESPÍRITO SANTO

Santíssima Trindade - Tri...

Juventude e religião

CONTADOR


Contador Grátis

Oração do amigo- Gabriel Chalita

Banda Dominus Padre Fábio Ivete Sangalo Não estou sozinho

links

A autoridade é para servir - Pe. Fábio de Melo

A Paz Pe Fabio de Mello e Roupa Nova 30 anos Oficial

Viver Pra Mim É Cristo - Padre Fábio de Melo

SÓ DEUS BASTA